Veja abaixo os tipos de licenças disponíveis por software.

Orion eAPI – Licença por TAGs

O Orion eAPI é disponibilizado para uma quantidade de TAGs* contratados. Esta quantidade pode ser ampliada por meio da aquisição de pacotes de expansão. A quantidade de usuários que poderá utilizar o sistema e todas as suas funcionalidades é ilimitada, podendo incluir todos os colaboradores e seus respectivos fornecedores, os quais possuam engenheiros e/ou técnicos alocados na unidade da CONTRATANTE.

* É a sigla técnica para posição funcional, e pode abranger unidade de negócio, área, sistema, subsistema, equipamento ou outro nível menor ao qual se deseja realizar a gestão baseada na Confiabilidade.

XFRACAS – Licença por usuário nomeado

O sistema XFRACAS da ReliaSoft é totalmente web-based e possui 04 faixas de licença que é variável conforme a quantidade de usuários. A ativação de usuários é nominal, e usuários adicionais podem ser comprados, conforme valor unitário de cada tipo de licença.

Licença x Quantidade de Usuários Nomeados
Entry Level – até 15 usuários
Intermediate – até 40 usuários
Mid-Range – até 100 usuários
Enterprise – até 499 usuários

Softwares Especialistas

Os softwares de análise especialista da ReliaSoft possuem 03 tipos de licença: Licença Named User, Licença Floating e Licença CRS

Licença Named User

Licença designada e licenciada para um usuário individual nomeado de uma organização.

Licença Floating

Licença designada e licenciada para uma organização que tenha a necessidade de acesso para múltiplos usuários em rede, porém que não precisam utilizar o software ao mesmo tempo. Ao adquirir a licença floating a Contratante deverá definir a quantidade de acessos (seats) simultâneos.

Exemplo: Ao adquirir 01 acesso floating local, todos os usuários da Contratante, localizados em uma mesma planta ou unidade, poderão instalar o software, porém apenas 01 usuário de cada vez poderá utilizar o software.

Licença CRS (Múltiplos Usuários e Softwares - Aluguel Anual)

Licenciamento flexível na modalidade de aluguel anual, essa licença é designada para uma organização que tenha a necessidade de acesso para múltiplos usuários e múltiplos softwares desktop da ReliaSoft, para um período de uso específico.

A licença CRS (Complete Reliability System) é baseada e validada por token, permitindo o acesso a qualquer aplicativo desktop da ReliaSoft. Cada software requer uma quantidade especifica de Unidades CRS. Quando o aplicativo é iniciado ele bloqueia uma quantidade específica de unidades na memória do token que é compartilhado com a empresa.  Ao fechar o aplicativo, as unidades são liberadas de volta ao token, para que outros usuários acessem. Todos os usuários da organização podem utilizar os aplicativos desktop, até o limite de unidades disponíveis.

A contratação mínima são 1.600 unidades CRS, podendo ser ampliada em pacotes de 200 unidades CRS.

Direito de Instalação

Licença Named User
O usuário final poderá instalar e utilizar o aplicativo em 01 computador definido. A licença é nomeada.

Licença Floating e Licença CRS
A licença floating e CRS são ativadas conforme a localização geográfica da Contratante que poderá optar pelos seguintes tipos de utilização da licença:

• Local: utilização em somente 01 planta
• Nacional: utilização em todas as suas plantas do território nacional
• Regional: utilização em todas as suas plantas localizadas em uma mesma região: Americas, EMEA (Europa, Oriente Médio e África), APAC (Ásia Pacífico).
• Global: utilização em todas as suas plantas no mundo

IMPORTANTE: O gerenciador de licenças tipo floating e tipo CRS são hospedados localmente na Contratante. Isso permite realizar a gestão de usuários sem a necessidade de conectar com o servidor da ReliaSoft. Porém, para isso serão necessárias algumas informações do servidor onde será instalada a aplicação que irá gerenciar as licenças. Para mais informações acesse: http://www.reliasoft.com/synthesis/get_host_ids.htm

Recomendamos a utilização de servidores físicos para hospedar o gerenciador da licença. Servidores virtuais também poderão ser utilizados, mas não é o tipo de implementação ideal.

Caso a empresa utilize servidor virtual, deverá informar com antecedência, pois a licença para esse tipo de ambiente é diferenciada. Além disso, a empresa deverá formalizar que tem ciência que o software deverá ser utilizado dentro da localização geográfica escolhida no momento de aquisição da licença.

Suites - Limitações de Direitos de Instalação

As Suítes (RAM, DFR ou Master) possuem um valor de licença bem atraente, representando uma economia significativa em relação à compra dos softwares separadamente. Porém, o conceito de pacote limita a quantidade de usuários, conforme o tipo de licença adquirida: 

• Named User: Os softwares que fazem parte da suíte serão registrados e ativados em nome do mesmo usuário, o que não possibilita a divisão dos aplicativos com outros profissionais.
• Floating: Cada “seat” permite acesso a todos os softwares da suíte ao mesmo tempo, ou seja se for adquirido 01 acesso Floating, é possível que apenas 01 usuário acesse todos os softwares simultaneamente, por vez.